Pessoas que não tem onde MORAR mas são mais do que imaginamos

Houve uma noite em que eu estava andando em uma rua próxima a faculdade em um bairro inseguro de Curitiba. Um homem de aproximadamente 40 anos se aproximou, usava um boné azul já desbotado, camiseta de algum time (Fluminense eu acho) e uma bermuda cinza escuro maior do que ele fixada por um barbante. Logo pensei que ele pediria dinheiro para comprar comida. Eu estava ERRADO. Ele olhou bem para mim, parou e disse algo assim: “Eu poderia mentir para você e talvez mesmo assim você me daria algum dinheiro, mas desta vez vou falar a verdade. Preciso de dinheiro para comprar algo para beber e dependendo de como for, algum lanche ou pedra.” Me lembro que fiquei surpreso com formalidade do morador de rua e curioso ao mesmo tempo, então propus uma troca “-me conte sua história que te dou o dinheiro”.

Ralf (o nome que ele deu) esboçando uma eloquência inesperada contou o principal motivo por estar “fora da matrix”, como ele disse. Sua família é de classe média/alta e possui restaurantes e comércios em São Paulo, se não me engano Sorocaba. Ele estudou mas largou a faculdade quando sua filha nasceu. Dois anos se passaram e numa noite dirigindo em alta velocidade e alcoolizado, capotou o carro com sua esposa e filha. Somente ele sobreviveu.

Seja quem for, TODOS temos uma história e uma batalha diária. Morar na rua não deixa o ser humano invisível, ali existe alguém. O projeto Rethink Homelessness prova que existe valor nestas pessoas que muitas vezes querem apenas mais uma chance.

Enquanto ao Ralf…digamos que teve uma noite melhor |

Rethink-Homelessness-19-685x382 “Eu entreguei meu filhos para que não fossem sem-teto.”  Rethink-Homelessness-18-685x377 “Eu tenho câncer em segundo estágio no pulmão.” 

Assista | 

Rethink-Homelessness-17-685x414 “Sou formado em Biologia na West Virginia University.” Rethink-Homelessness-16-685x480 “Eu e meu filho fugimos da violência doméstica.”Rethink-Homelessness-15-685x429 “Eu tenho doença de Huntington, mas não deixo isto me derrubar.”Rethink-Homelessness-14-685x376 “Fui jogador do Buffalo Bills de 1998-2000.” Rethink-Homelessness-13-685x439 “Fui para a escola de modelos.” Rethink-Homelessness-12-685x428 “Eu fui patinadora.” Rethink-Homelessness-11-685x421 “Eu falo quatro idiomas.” Rethink-Homelessness-10-685x432 “Eu nasci surdo.”Rethink-Homelessness-09-685x380 “Estou me recuperando de uma cirurgia no coração.” Rethink-Homelessness-08-685x422 “Eu sou um nerd de computador.”

 “Sou morador de rua e tenho um emprego.” Rethink-Homelessness-05-685x476 “Eu tive uma bolsa de estudos para jogar baseball.”Rethink-Homelessness-04-685x471 “Fui Personal Trainer. Acredite se quiser.” Rethink-Homelessness-03-685x376 “Ataques epiléticos há dez anos…E continuo lutando.” Rethink-Homelessness-02-685x424 “Perdi tudo. Estou recomeçando.” Rethink-Homelessness-01-685x462 “Eu construí robôs.”

 

DM

Estava com a bio quase pronta, no último ponto percebi que tudo o que eu digitei não estava sendo salvo. Nota: olhar menos para o teclado enquanto digita.