Os supermercados e suas similaridades

2014-762200583-2014102224195.jpg_20141022

“Compra, compra , minha gente. Que a vida vai melhorar…” FOTO: Agência O Globo

 

O PREÇO E OS SUPERMERCADOS

Em algum momento decidiu-se que o maior argumento de vendas de um supermercado é o preço. A partir daí e em sequência, todos os supermercados passaram a anunciar o menor preço, o preço mais baixo, o melhor preço, preço baixo todo dia, etc, etc… E uma variedade imensa de argumentos voltados exclusivamente para o fator preço.

O PREÇO E A SIMILARIDADE

Com o fator preço sendo o principal argumento de vendas de todos os supermercados. Chegou-se ao que eu chamo de “a maior igualdade de comunicação” em um setor. Todos os comerciais de supermercados são absolutamente iguais, incluindo os que TÊM diferenciais. Se você mostrar em uma discussão de grupo comercial de supermercados diferentes, tenho dúvidas que os participantes consigam identificar “de qual supermercado” é aquele comercial.

O PREÇO E O PÚBLICO

No início dos anos 2000 um cliente desse segmento encomendou um estudo para analisar os preços dos produtos em todos os comerciais de todos os supermercados de Curitiba durante 30 dias. Resultado: R$ 1.20 foi a maior diferença encontrada. Você sai de casa por R$ 1.20 com a passagem de ônibus custando R$ 2.50 ou o litro da gasolina, R$ 3.49 e o álcool R$ 1.99? É óbvio que não!

É possível que esse massacre vá criando na mente do consumidor a ideia de preço baixo aliado a alguma marca? Sim, sem dúvida…Mas a que custo financeiro para essa marca?

 

| Esta porção ensejará um  breve aprofundamento no assunto, baseado no livro Previsivelmente Irracional do autor Dan Ariely. Falaremos sobre economia comportamental e entenderemos coisas do tipo: “Por que o ‘custo zero’ atraí tanto a nossa atenção?” |

Acompanhe diariamente as porções do Brain’s Food e continue nutrindo seu cérebro com nosso conteúdo.

sirva-se