Mad Man e Eu – Capítulo 3

Chegamos ao TERCEIRO capítulo da série “Mad Man e Eu” narrada por um dos pioneiros da publicidade do Brasil. Hiram Silva Souza – Exclam nos conta como foi a vinda de Drapper Daniels ( criador do caubói da Marlboro e base para o personagem Don Drapper da série Mad Men) à agência Exclam.

CAPÍTULOS ANTERIORES – #1 | #2

Embarque agora nesta viagem ao passado |

Mad Man e Eu – Capítulo 3

Conseguimos a permissão dos acionistas para trazer alguém que tivesse experiência, práticas vividas, conhecimento técnico de uma grande agência americana. Recebemos currículos de diversos profissionais cuja idade variava de 73 a 80 anos. Embora o SISE providenciasse todas as garantias de planos de saúde etc., para os seus enviados, nós nos sentimos preocupados com a idade avançada de alguns. Então um dos parâmetros passou a ser a idade, depois quais vantagens adicionais poderíamos ter. As vantagens adicionais na nossa visão era ter algum recém-saído de uma grande agência, alguém que tivesse ligações recentes com grupos de comunicação nos USA e que pudesse criar alguma oportunidade. Bem, os aposentados mais recentes “ainda” não estavam disponíveis para essa parte do Mundo. América do Sul, Brasil, índios, bichos, mulatas, carnaval, etc., etc.

 

Nessa busca gastamos uns 6 meses, até que achamos uma figura que nos agradou. O único problema era que ele queria trazer a mulher, caso contrário ele não viria. Não sei porque gostei da foto dele, parecia um cara honesto, jeitão eficiente. Coisa que só Deus explica. Bem, se o cara não vem sem a mulher…vamos trazer a figura. Fomos ver no currículo dela, o que ela fazia. Pimba!!!! A senhora Myra Janko Daniels, era especialista em finanças, relações públicas e uma louca varrida pelo trabalho. E também tinha trabalhado com ele na mesma agência. Léo Burnett, a agência da Phillips Morris, e que tinha lançado o primeiro cigarro com filtro nos USA, Marlboro. Hoje olhando para o passado, creio muito no destino que Deus nos traça.

 

Do nada caiu no colo da gente nada mais nada menos que Drapper Daniels!!! Espetacular redator, badaladíssimo na história da propaganda americana e simplesmente o criador do personagem “Homem de Marlboro”, caubói, com uma sela nas costas chapelão e fumando. Esta figura estampava todas as carteiras de cigarro Marlboro, da Phillips Morris, cuja marca na época, estava sofrendo violenta queda nas vendas porque o novo Marlboro tinha sido lançado com um filtro branco. Com o filtro branco, o cigarro ficou mais longo e parecia uma piteira, artigo muito usado por mulheres…

Próximo capítulo…next week.